ET News sobre como Demi Lovato e Mike Bayer estão fazendo saúde mental ter mais importância: ‘é tudo sobre se empoderar’

Nesta segunda-feira (10), a revista online ET News publicou uma matéria sobre como Demi Lovato e Mike Bayer estão dando importância primordial e fazendo a mídia reconhecer que saúde mental é realmente um tema muito importante. Confira abaixo a tradução da matéria:

Por trás de toda grande estrela do rock, existe um time de estrelas de rock por trás do radar. Para Demi Lovato, um importante tópico é a saúde mental e seu treinador pessoal Mike Bayer.

“Nos conhecemos depois de uma viagem de cogumelo muito ruim que Demi teve,” Bayer contou para a ET. “ela pediu por ajuda e tinha chamado seu terapeuta e outra pessoa, ambos disseram, ‘Ligue para Mike Bayer.'”

Lovato se lembra da história com muito riso, dizendo à seus fãs que na hora que Bayer apareceu na sua casa naquele dia, “Eu estava finalmente sóbria e pensei, ‘Puxa, que merda'”

Mais que 10 anos atrás, Bayer fundou o CAST Centers em Los Angeles, que de acordo com seu website, oferece aos clientes “compreensível, uma unidade aconchegante e de servições para sua recuperação.” Bayer, que agora é vice-diretor da organização com Demi lovato, disse que o nome é uma metáfora.

“CAST inicialmente estava segurando um osso quebrado no lugar até que ele curasse,” ele explica. “Agora o que podemos fazer é ajudar à empoderar as pessoas para descobrirem sua melhor versão de si mesmos.”

ET sentou com Bayer em sua casa em Hollywood e conheceu como ele está trabalhando com saúde mental e também indo à ginástica, e o motivo pelo qual qualquer um e todo mundo deveria dar para a sua mente um pouco de amor.

“Nós tratamos de vícios, disordens psiquiátricas, ansiedade, depressão, e em um diferente programa ajudamos pessoas que apenas querem ser melhores,” Bayer explica. “Quem quer ser melhor em seu trabalho, devem estar sofrendo com seu casamento, e então nós ajudamos um ramo grande de pessoas.”

Lovato começou trabalhando quando criança em  Barney & seus amigos, e finalmente conseguiu sua fama quando adolescente  em Camp Rocke Sunny entre estrelas da Disney Channel. Em 2008, com apenas 16 anos de idade, Lovato lançou seu album e começou à receber críticas ótimas pelo poder de sua voz.

Mas como muitas estrelas anteriores, Lovato começou à sofrer com a fama e abuso de substâncias. Em seus anos recentes, ela se abriu sobre ser bipolar e enfrentar problemas com bullying, depressão, uma disordem alimentar, e auto-mutilação.

“O que CAST fez por mim, foi me colocar em um lugar seguro para ir para casa todo dia depois do trabalho,” Lovato disse para CBS Jornal da Manhã de todo domingo no mês passado. “Me deu estrutura. Responsabilidade. Sim, eu já tinha muita responsabilidade em meus ombros, mas foi muito mais como ser responsável sobre minhas ações e aprender à ser adulta.”

Desde então, Bayer se tornou alguém que Demi mantém em seu círculo de amizades.

“Foi o começo da nossa jornada, da história dela e seu sofrimento com vícios, cortes, uma disordem alimentar, e então agora chegando à um lado totalmente distinto que é sobre empoderar-se, dar apoio, como mudar o mundo –é isso que fazemos,” Bayer, que também passou por cima de vícios, diz.

“Demi deu um giro total de 180,” adiciona. “Ela é a única grande estrela do pop do planeta que fala sobre seus problemas publicamente, Isso é um milagre na indústria do entretenimento e show biz.”

Hoje, Bayer trabalha com clientes em todos seus passos da vida — famosos ou não — e mais recentemente se juntou à Lovato e  Nick Jonas na sua Future Now Tour trabalhando diretamente com seus fãs depois de cada show.

“O que criamos na turnê é como se arte e desenvolvimento pessoal tivessem um filho,” ele disse, citando Lovato, Jonas e Metta World Peace dentre todos os convidados que falavam durante os seminários para o público fechado. “Tivemos muitas pessoas que vieram à nós depois e admitiram, ‘eu estive me machucando,’ ou ‘eu não contei para meus pais que preciso de ajuda,’ ou ‘Como faço para me sentir melhor?’ ‘Como posso entrar no grupo?’ E tinha muita gente que estava lá porque realmente queria fazer parte do movimento de desenvolvimento pessoal.”

Um movimento que é bom do seu jeito para a cultura popular e com a ajuda do time de Bayer e a missão de tratar saúde mental do mesmo jeito que saúde física e o movimento de “ficar sarado”.

“Eu acho que as pessoas sofrem bastante com coisas com, ‘O que os outros vão pensar?’ Pois quando você está fazendo para um bem maior, ainda assim muitas celebridades continuam recebendo críticas ruins da imprensa,” Bayer admite. “Mas isso têm que mudar. As coisas estão mudando. Elas vão melhorar.”

Traduzido por: Portal Lovato

Continue nos acompanhando através de nossas redes sociais: Twitter e Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*