Festa adolescente: Demi Lovato canta hits para plateia ganha e empenhada, em São Paulo

Por: Rolling Stone

É claro que a noite de sexta, 20, no Credicard Hall era de Demi Lovato. Mas o show de abertura de exatos 30 minutos, iniciado pontualmente às 21h15, destacou uma segura cantora de 17 anos chamada Laura Rizzotto. O público de 7 mil pessoas pedia Demi desde a abertura do teatro, mas quando Laura surgiu, o mesmo público a ouviu atentamente apresentar – pela primeira vez enfrentando um plateia tão grande – parte do repertório do seu primeiro disco, Made in Rio.

Cantora e compositora, Laura alia talento à sorte de quem já emplacou uma música em novelas da Globo. E foi justamente com “Fish Out of Water”, parte da trilha sonora deMalhação, e alguns covers (“Mercy”, de Duffy, e “Forgot You”, de Cee Lo Green, entre elas ) e “Friend in Me” que Laura deu o recado e convenceu o público.

Mas a ansiosa plateia teen teve de aguardar ainda por 45 minutos pela estrela da noite. Tanta espera resultou em centenas de atendimentos médicos – em maioria, desmaios provocados pela superlotação e pelas horas em pé. Enquanto isso, as seguidoras de Demi, majoritariamente meninas (e que nesse caso não são simples fãs) entoavam frases como “Demi, eu te amo” e até uma versão de de “Ai Se Eu te Pego”, de Michel Teló, vertida como “Demi, If I Catch You”.

Um clima de expectativa se instalou na casa até a chegada de Demi, vestida com calça brilhante colada, que iniciou cantando “All Night Long”, acompanhada em coro pelas “lovatics”. E o show de 1h20 de duração continuou no mesmo clima até o fim. Todo o repertório de 18 músicas foi entoado em uníssono. Após 25 minutos, ela cantou ao violão o momento mais calmo da noite, os hits “Catch Me” (de Here We Go Again, 2009), emendando com “Don’t Forget” (single de 2009), duas baladas que alternam entre calmaria e agito.

Outro momento marcante foi quando, ao piano, Demi cantou “Skyscraper”, a balada confessional onde divide seu drama pessoal com o público, que respondeu prontamente, como se estivessem ensaiados, levantando cartazes com as inscrição “Stay Strong” (Fique Forte). Demi fazia questão de devolver o refrão ouvido centenas de vezes, dizendo em português “São Paulo, eu te amo”, além de “tudo bem?” e “obrigada”. Convicta e segura de que também agrada ao sexo masculino, fez questão de provocar os garotos antes de cantar “Who’s That Boy”, brincando que “queria um lindo garoto brasileiro…”. Mostrando que estava mesmo à vontade, jogou água na plateia da ala vip, como se quisesse abaixar um pouco a adrenalina.

Talvez o imenso fã-clube de Demi Lovato a venere tanto porque a sua curta carreira, com apenas 20 anos, já seja uma história de superação por si só – em 2010, ela passou por reabilitação para tratar de distúrbios alimentares e hoje não esconde o fato. Superada essa fase, lançou em 2011 o álbum Unbroken, base do repertório da atual turnê. No bis, as vocalistas de apoio surgiram enroladas na bandeira do Brasil, aumentando o delírio da meninada. O encerramento teve “Give Your Heart a Break” (enquanto a platéia agitava corações recortados em cartão vermelho) e “Unbroken”. Após diversos “eu te amo” e “obrigada”, não restou à garotada senão sair em procissão, com a convicção de que a noite valeu a pena.

Depois da passagem pelo Rio, no dia 19, e o show em Belo Horizonte, neste domingo, 22, Demi Lovato retornará à São Paulo no dia 30, quando a mesma festa teen da noite de sexta deverá se repetir.

Setlist
“All Night Long”
“Got Dynamite”
“Hold Up”
“Get Back”
“Catch Me/Don’t Forget”
“My Love Is Like a Star”
“Fix a Heart”
“Who’s That Boy”
“You’re My Only Shorty”
“Here We Go Again/La La Land”
“Lightweight”
“Skyscraper”
“How to Love” (cover)
“Moves Like Jagger” (cover)
“Together”
“Remember December”

Bis
“Give Your Heart a Break”
“Unbroken”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*